Um tapa na cara para quem não dá muita bola para os tintos de Borgonha

Bocas são iguais, não importa a cor da pele, não importa o gênero ou a etnia. Mas, a acreditar na lista abaixo, algumas bocas são mais iguais que outras, merecem mais, tem seus privilégios.

E não é preciso ser grande entendedor de vinhos para saber que preço é qualidade, mas também prestígio comprovado.

E como é isso de ter a qualidade medida em preço? Seguramente, tem a ver com a história da relação entre determinado vinho e seu mercado, como já provavam os vinhos de Bordeaux no século XVII e sua importância indispensável para os ingleses, que impuseram o prestígio desta região produtora e até hoje continua firme e forte, sendo os mais atraentes no mundo inteiro, inclusive na China, que há menos de 20 anos acordou para o consumo dos fermentados de uva. Tem a ver com a bola da vez: no ano em que foi leiloado o Lafitte assinado com as iniciais do Thomas Jefferson, algo de 1870, todos os outros Lafitte de todos os outros anos foram naturalmente valorizados. O dia em que o Thunevin, o vinho de garagem mais bem sucedido, ganhou o segundo A em St Emilion equiparando-se aos Ausone e Cheval Blanc, todos os outros da família Thunevin, incluindo o seu vinho de maior prestígio, o Vallandreau, ganharam uns quilinhos a mais de prestígio e, portanto, de valor mercadológico.

Os gostos vão se consolidando a partir de razões que nada tem a ver – muitas vezes – com o paladar. Um vinho amado pela maioria de um determinado grupo de pessoas impõem o gosto para o resto do grupo, influenciando fortemente outros grupos a seu redor.

Mas mesmo com toda esta introdução, até o maior conhecedor de vinhos que você conhece, há de se impressionar com o proporção de vinhos da Borgonha presentes nesta lista dos mais caros do mundo: 36 em 50, feita por um insuspeitável motor de busca inglês, o WineSearcher.

É vinho demais, num momento em que há uma onda fortíssima no mundo inteiro para deixar os vinhos franceses num segundo plano, particularmente os da Borgonha. E é para calar a boca de quem acha que os vinhos da região são decadentes, como já ouvi muito sommelier internacional dizendo por aí.

Em matéria de preço, há de se considerar também que a produção dos vinhos da Borgonha costuma ser muito menor do que a de outras regiões de prestígio, influenciando no preço da garrafa deles mais do que em de outras regiões.

Além disso, pegando por um outro aspecto, o leigo ficará muito impressionado com a quantidade de vinhos que jamais ouviu sequer falar. Ficará pasmo ao descobrir que o vinho mais caro é também totalmente desconhecido e que o mais famoso de todos de Bordeaux, o Petrus, ganha apenas o 10º posto, apenas uma posição à frente da única marca de champanhe da lista, a Krug.

E a ausência de alguns monstros sagrados desta mesma região revolta ainda mais os que se achavam super entendidos no assunto.

Nada de Latour, nada de Lafite e Haut Brion. O único que aparece dos chamados primeiros crus de Medoc e Haut Medoc é o Baron Rothschild : Château Lafite-Rothschild, Pauillac, Bordeaux, na 30ª posição.

E a lista continua sendo quase ofensiva para quem sempre achou que conhecia tudo de vinho. O 5º lugar, por exemplo, é ocupado por um vinho alemão de Mosel, enquanto os super prestigiados Sauternes D’Yquen e Tokay nem sequer são citados.

De surpresa em surpresa, a lista não apresenta nenhum italiano ou espanhol, e garante lugar a dois vinhos dos EUA, um da Austrália e um de Portugal, os únicos a quebrarem a quase absoluta hegemonia dos franceses.

Classificação dos 50 vinhos mais caros do mundo em 2012 * :Henry Jayer

  1. Henri Jayer : Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  2. Domaine de la Romanée-Conti : Romanée-Conti Grand Cru, Côte de Nuits, BourgogneRomanée 2
  3. Henri Jayer : Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru, Côte Nuits, Bourgogne
  4. Domaine Leflaive : Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, BourgogneLeflaive
  5. Egon Muller-Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese, Mosel, Allemagne.Egon
  6. Domaine de la Romanée-Conti : Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne
  7. Domaine Georges Roumier : Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  8. Georges et Henri Jayer : Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  9. Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  10. Pétrus, Pomerol, Bordeaux
  11. Krug : Clos d’Ambonnay, ChampagneLeroy
  12. Domaine de la Romanée-Conti : La Tache Grand Cru Monopole, Côte de Nuits, Bourgogne
  13. Screaming Eagle Cabernet Sauvignon, Napa Valley, Etats-UnisScreaming-Eagle-10000785
  14. 14. Le Pin, Pomerol, Bordeaux
  15. Domaine Leroy : Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  16. Domaine Faiveley : Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  17. Domaine Leroy : Grands-Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  18. -F Coche-Dury : Corton-Charlemagne Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne
  19. Domaine Leroy Richebourg : Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  20. Domaine Jean-Louis Chave : Cuvée Cathelin, Ermitage, Rhône
  21. Domaine du Comte Liger-Belair : La Romanée Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  22. Domaine Dugat-Py : Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  23. Domaine de la Romanée-Conti : Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  24. 24/Domaine des Comtes Lafon : Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne
  25. Domaine Leroy : Clos de la Roche Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  26. Domaine Georges Roumier : Les Amoureuses, Chambolle-Musigny Premier Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  27. Domaine Leroy Echézeaux : Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  28. Domaine Ramonet : Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne
  29. Domaine Leroy : Romanee-Saint-Vivant Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  30. Domaines Barons de Rothschild : Château Lafite-Rothschild, Pauillac, Bordeaux
  31. -F Coche-Dury : Les Perrières, Meursault Premier Cru, Côte de Beaune, Bourgogne
  32. Seppeltsfield Para Centenary 100 Year Old Vintage Tawny, Barossa Valley, Australie
  33. Domaine de la Romanée-Conti : Romanee-Saint-Vivant Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  34. Domaine de la Romanee-Conti : Grands Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  35. Domaine Leroy : Latricieres-Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  36. Krug : Clos du Mesnil Blanc de Blancs Brut, Champagne
  37. Emmanuel Rouget : Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  38. Domaine Méo-Camuzet : Au Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  39. Château Lafleur, Pomerol, Bordeaux
  40. Domaine Leroy : Clos de Vougeot Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  41. KruKrugg : Collection Brut, Champagne
  42. Domaine Armand Rousseau Père et Fils : Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  43. Château Ausone, Grand Cru classé A,  Saint-Emilion, Bordeaux
  44. Domaine Méo-Camuzet : Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  45. Schrader Cellars Old Sparky Beckstoffer To Kalon Vineyard Cabernet Sauvignon, Napa Valley, Etats-Unis
  46. Domaine Leroy : Corton-Charlemagne Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne
  47. Quinta do Noval Nacional Vintage Port, Portugal
  48. Charles Noellat : Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  49. Domaine de la Romanée-Conti : Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne
  50. Domaine Armand Rousseau Père et Fils : Chambertin Clos-de-Bèze Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

*Há uma outra lista mais recente do mesmo site de busca, com números de 2014. Mas como se restringe a apenas os 20 primeiros e têm duas bases de oferta – a do maior preço e a do preço médio – achei melhor deixar o de 2012 como referência. De qualquer jeito, vale notar que na lista dos maiores preços, tanto Petrus quanto Ausone chegam a números que os classificariam entre os cinco mais caros…

Anúncios

2 comentários em “Um tapa na cara para quem não dá muita bola para os tintos de Borgonha

    1. Mauricio, boa tarde, obrigado pelo elogio.
      Na verdade, os preços estão lá no tal site, mas criam confusões porque a variável entre o menor preço, o maior e o preço médio são muito díspares demais. Às vezes variam em 5 a 6 vezes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s